05 julho 2009

Os Homens que já não querem saber das suas mulheres a partir do momento em que sabem que têm cancro ...

Paula estava casada com Paulo há 10 anos.

Neste momento, Paula e Paulo tinham em comum 3 filhos que foram o fruto do seu lindo casamento.

Paula, com 40 anos, há 2 anos atrás conseguiu arranjar trabalho como empregada de caixa num Supermercado, com um contrato temporário.

Paulo, trabalhou sempre no seu café que foi herdado dos seus pais.

Paula, há cerca de 1 ano e meio para cá, soube que têm cancro na mama, e tem vindo a ser tratada no Hospital de Almada, onde já fez uma operação ao peito, de onde lhe retiraram parte de uma mama.

Depois desta operação, Paula tem feito as sessões de quimioterapia estabelecidas no Plano definido pela médica que a acompanha.

Paulo, há cerca de 1 ano atrás, já não aguentava mais em não ter sexo com uma mulher e considerou que a mulher já não lhe valia nada, portanto resolveu encontrar outra mulher que o satisfazesse na cama e acabou por descobrir uma amante para os seus desejos, a Teresa.

Paula, acabou por descobrir que Paulo, o seu marido, tinha uma vida dupla, ao encontrar por acaso provas desse relacionamento extra-conjugal.

Paulo nunca teve a decência de dizer a verdade a Paula, mantendo a sua relação com a amante em segredo.

Paula na semana passada acabou por ficar sem cabelo, e começou a usar um lenço na cabeça, porque se sentia extremamente exposta ao olhar negativo da sociedade que censura as mulheres que são carecas.

A sociedade ainda não aprendeu a aceitar o facto de que as mulheres são sempre bonitas, mesmo quando não têm cabelo, seja por doença, por opção, por moda, por hereditariedade, etc..

Paulo foi visitar algumas vezes Paula ao hospital quando ela fez a operação ao peito e quando teve que ficar internada devido a infecções mal curadas e outros problemas assoiados, mas sempre foi muito cínico.

As visitas esporádicas de Paulo a Paula no hospital apenas pretendiam fingir à família e aos amigos e amigas que a visitavam de que o seu casamento estava bem.

Paula já não consegue suportar a relação que o Paulo mantém com Teresa e pretende sair de casa.

Este acto de Paula é uma atitude de mulher corajosa.

A filha mais velha de Paula, Ana, após ter obtido a licenciatura, conseguiu arranjar um emprego e resolveu ter uma casa, pela qual paga uma renda.

Ana gostou muito da decisão da mãe e aceitou acolhê-la em sua casa para viver longe do marido Paulo, que é seu pai, mas tal só poderá concretizar-se quando tiver poupado dinheiro para comprar duas camas, dois colchões e respectivos lençóis para si e para a sua mãe, para pelo menos poderem as duas dormirem na nova casa.

Neste momento, Paula ainda vive na casa da sogra, mãe de Paulo.

Paula não sabe o que lhe espera o futuro mas acredita no amor dos seus filhos, motivo que a faz arriscar numa vida nova.

Paula tem muito medo que o supermercado onde trabalha lhe despeça uma vez que tem um contrato temporário, e que no final da baixa por doença prolongada, a deixem no desemprego, sem qualquer direito a subsídio de desemprego por parte do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social.

De facto, se Paula ficar sem emprego deixa de ter independência financeira para viver, limitando-se a sobreviver com base na ajuda dos filhos e em particular da sua filha Ana.

Paulo parece estar feliz com a sua amante Teresa e completamente despreocupado com os problemas e dificuldades que Paula terá que enfrentar, para além do facto de manter a sua independência económica com a gestão do seu café.

O autor do blog despreza homens como o Paulo e gosta de contar a história de Paula ao mundo inteiro porque este é o país real que vê e sente o quanto é importante contar o valor e a importância que mulheres como a Paula possuem para se conseguir mudar o mundo.

Sobre esta história haveria ainda muito que reflectir e talvez um dia, minha amiga, eu possa falar contigo sobre a arte de viver...

O autor do blog

1 comentário:

  1. Paulo não é um homem....é um rato.

    A Paula merece muito mais.

    ResponderEliminar

Agradeço os seus comentários / Thank you for your comments.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.